9.10.20

Estudo Adicional 9.10.20

Sexta-feira, 09 de Outubro



“Sobre os pais, bem como as mães, recai a responsabilidade do primeiro ensino à criança, tanto como do ensino posterior; e a ambos os pais é urgentíssima a necessidade de preparo cuidadoso e completo. Antes de tomar sobre si as responsabilidades da paternidade ou maternidade, homens e mulheres devem familiarizar-se com as leis do desenvolvimento físico: com a fisiologia e saúde, as influências pré-natais, com as leis da hereditariedade, sanidade, vestuário, exercício e tratamento de moléstias; devem também compreender as leis do desenvolvimento mental e do ensino moral.” Ellen G. White, Educação, p. 276

“Este trabalho de cooperação deve começar com o pai e a mãe na vida doméstica. No ensino de seus filhos, eles têm uma responsabilidade conjunta, e deve ser seu constante esforço agirem juntamente. Entreguem-se eles a Deus, procurando dEle auxílio para se ajudarem mutuamente. Ensinem os filhos a serem verdadeiros para com Deus, fiéis aos princípios, e assim verazes para consigo mesmos e para com todos aqueles com quem entram em contato. Com tais ensinos, as crianças, quando mandadas à escola, não serão causa de perturbação ou ansiedade. Serão um apoio aos professores e um exemplo e animação aos colegas de estudo.

Os pais que dão tal ensino não são dos que se encontram a criticar o professor. Compreendem que tanto o interesse de seus filhos como a justiça para com a escola exigem que, tanto quanto possível, eles apóiem e honrem aquele que participa de sua responsabilidade.” Ellen G. White, Educação, p. 283

Perguntas para consideração:

1. A lição desta semana ajudou-o a interagir com outras pessoas e a testemunhar, seja na sua casa ou noutro lugar?

2. Temos a tendência para ver a educação como algo bom. (Afinal, quem pode ser contra a educação?) Mas é sempre assim? Conhece exemplos de educação pervertida? Como é que esses exemplos negativos nos podem ajudar a tornar a educação uma coisa boa?

3. Todos recebemos o livre-arbítrio. Mais cedo ou mais tarde, os filhos terão que tomar as suas próprias decisões em relação ao Deus sobre quem aprenderam durante a sua infância e juventude. Porque é que os pais que buscam testemunhar e ensinar o evangelho aos outros devem ter sempre em mente esta verdade crucial sobre o livre-arbítrio?

Sem comentários: