31.1.10

Nameless post...

Lembro-me de ouvir uma ilustração que falava do nosso pior inimigo. Dizia que, se o queremos encontrar, aquele que nos causa mais problemas e mais dor, apenas temos que fazer uma coisa: olhar para um espelho.

É tão verdadeiro! Quantas vezes no meio dos nossos erros procuramos um bode espiatorio, alguém em quem deitar as nossas culpas. Mas, a maior parte das vezes, existe apenas um culpado, nós próprios.



Nas claras palavras do apostolo Paulo:

"Pois o que faço, não o entendo; porque o que quero, isso não pratico; mas o que aborreço, isso faço.
E, se faço o que não quero, consinto com a lei, que é boa.
Agora, porém, não sou mais eu que faço isto, mas o pecado que habita em mim.
Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; com efeito o querer o bem está em mim, mas o efectuá-lo não está.
Pois não faço o bem que quero, mas o mal que não quero, esse pratico.
Ora, se eu faço o que não quero, já o não faço eu, mas o pecado que habita em mim.
Acho então esta lei em mim, que, mesmo querendo eu fazer o bem, o mal está comigo.
Porque, segundo o homem interior, tenho prazer na lei de Deus;
mas vejo nos meus membros outra lei guerreando contra a lei do meu entendimento, e me levando cativo à lei do pecado, que está nos meus membros.
Miserável homem que eu sou! quem me livrará do corpo desta morte?" (Romanos 7: 15-24)

A forma directa como o apostolo fala não deixa grandes duvidas, mas vejam como ele ele termina! "Graças a Deus, por Jesus Cristo nosso Senhor! De modo que eu mesmo com o entendimento sirvo à lei de Deus, mas com a carne à lei do pecado." (verso 25)

Com Cristo ao nosso lado, temos a possibilidade de alcançar um patamar impossível de alcançar sozinhos. Sem Ele, nada somos.

"Mas longe esteja de mim gloriar-me, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim e eu para o mundo." Galatas 6: 14

AMS

Sem comentários: