13.9.09

Madeira...

Cheguei à pouco a casa, estou à espera de fazer a meditação da noite com os meus pais. Estive da parte da tarde na aldeia, a cortar alguma lenha para o inverno. Estar na mata é muito bom, principalmente hoje, quando tanta coisa me rolava pela cabeça. É maravilhoso estar no meio da natureza, sentir os cheiros, ouvir os sons. Ficamos mais calmos, mais atentos até à voz de Deus. E enquanto isso, os dentes da motossera iam cortando a madeira.

Madeira...



Essa palavra faz-me pensar em muita coisa. Claro que tenho que pensar no monte de toros que tenho que cortar para queimar no inverno, mas a minha mente viaja para outros tempos e lugares.

Lembro-me de estar na oficina do meu avô materno. Era marceneiro. A bancada, as ferramentas, o cheiro a madeira ainda hoje me fascina. Uns anos mais tarde, na escola, 7º ano, aulas de marcenaria. Agora era eu que trabalhava a madeira, e mais uma vez o cheiro a gravar memorias na minha mente.

Madeira...

Hoje, mais do que nenhuma outra memoria, pensar em madeira é pensar em ti... é pensar n'Ele que morreu por nós no madeiro, naquela cruz... é pensar no quanto eu te amo.

"E, se alguém quiser prevalecer contra um, os dois lhe resistirão; e o cordão de três dobras não se quebra tão depressa." Eclesiastes 4:12



AMS STT

1 comentário:

Darash disse...

bonito jogo de palavras, de ideias. Gostei